Soja

De Nikkeypedia

Vagem de Soja
Vagem de Soja

Soja é um grão rico em proteínas, cultivado como alimento tanto para humanos quanto para animais. A soja pertence à família Fabaceae (leguminosa), assim como o feijão, a lentilha e a ervilha. A palavra soja vem do japonês shoyu. A soja é originária da China.

O maior produtor de soja do mundo são os Estados Unidos, seguido do Brasil, Argentina, China, Índia e Paraguai<ref>Principais países produtores de grãos de soja em 1998. Acesso em: 15 de Abril de 2007.</ref>. A produção mundial de soja em 2004 foi de 190 milhões de toneladas.

O óleo de soja é o mais utilizado pela população mundial no preparo de alimentos. Também é extensivamente usado em rações animais. Outros produtos derivados da soja incluem óleos, farinha, sabão, cosméticos, resinas, tintas, solventes e biodiesel.

A soja é uma das plantações que estão sendo geneticamente modificadas em larga escala, e a soja transgênica está sendo utilizada em um número crescente de produtos. Atualmente, 80% de toda a soja cultivada para o mercado comercial é transgênica. A Monsanto é a empresa líder na soja geneticamente modificada.

A soja é considerada uma fonte de proteína completa, isto é, contém quantidades significativas de todos os aminoácidos essenciais que devem ser providos ao corpo humano através de fontes externas, por causa de sua inabilidade para sintetizá-los. Predefinição:Carece de fontes

Como ilustração do poder nutritivo da soja, saliente-se o fato de que ela é o único alimento protéico fornecido por organizações humanitárias a africanos famélicos. Com uma alimentação exclusivamente baseada em soja, crianças à beira da morte recuperam todo o seu peso em poucas semanas. Esse fenômeno ocorreu em larga escala nas crises humanitárias de Biafra (Década de 1970), Etiópia (Década de 1980) e Somália (Década de 1990). Predefinição:Carece de fontes

O processo de beneficiamento da soja, incia-se com o esmagamento, no qual basicamente se separa o óleo bruto (aproximadamente 20% do conteúdo do grão) do farelo, utilizado largamente como ração animal. O óleo bruto passa por um processo de refino até assumir propriedades ideais ao consumo como óleo comestível.

Conteúdo

[editar] Imagens

[editar] Soja pode ser encontrada diferentes versões

  • Farinha de soja (kinako)

Obtida a partir do grão torrado e triturado. Pode ser usada para substituir 1/3 da farinha de trigo comum em produtos tradicionais da culinária brasileira, como bolos e tortas doces e salgadas, sem alterar o sabor e o aspecto.

  • Fibra de soja (farelo)

Obtida após processamento industrial do grão, pode ser adicionada a sucos e vitaminas. É indicada para fazer farofa.

  • Floco de soja

Grão da soja processado com aparência semelhante ao tradicional "sucrilho". Pode ser consumido com leite de vaca ou de soja, pedaços de frutas picadas ou até mesmo puro.

  • Gérmen de soja

É o embrião, a parte da semente que vai se transformar na planta e que concentra as proteínas e os componentes ativos, as isoflavonas.

  • Leite-de-soja (extrato)

É feito do grão de soja fervido em água e, depois, processado. Isento de lactose, é usado, há mais de 20 anos, por crianças e adultos que não toleram leite de vaca. Tem baixo teor de gordura.

  • Molho de soja (shoyu)

Produzido a partir da soja fermentada. Tem aminoácidos, minerais, vitamin B e ácido glutâmico. A presença de isoflavonas é insignificante.

  • Natto (pronuncia-se natô)

Pasta de soja fermentada, de consistência pegajosa e pobre em calorias. Costuma ser servida com arroz, cebolinha e molho de soja.

  • Pasta de soja (missô)

Alimento fermentado, feito a partir de soja integral combinada com outros grãos, como arroz e cevada, e sal marinho. Muito rico em proteínas, vitamina B-12, aminoácidos essenciais e minerais como cálcio e ferro. Tem baixo teor de gorduras e de calorias. É usado para temperar sopas, cereais, leguminosas, vegetais, peixes e frutos do mar.

  • Proteína vegetal texturizada (PVT ou carne-de-soja)

É o que resta da soja após a extração do óleo e que consiste, basicamente, em carboidrato e proteína. No processo industrial a que é submetido esse bagaço, formam-se pequenos pedaços que, para o consumo, devem ser hidratados.

  • Queijo-de-soja (tofu)

Feito com o extrato da soja fermentada, é muito rico em proteínas, possui aminoácidos essenciais, cálcio, ferro, fósforo e vitaminas B e E. Tem baixo teor de carboidratos, calorias e gorduras saturadas. É um excelente substituto para carne, ovos e laticínios e pode ser usado em sopas, cozido com grãos ou vegetais, com macarrão, em saladas, conservas e molhos.

  • Soja "in natura" (grão)

Pode ser consumido tal qual feijão -cozido, temperado e com caldo- ou em saladas incrementadas segundo o gosto do freguês: tomate picadinho, pimentão, cebola, salsa, cebolinha e atum, por exemplo. É imprescindível deixar os grãos de molho durante uma noite, para tornar sem efeito os fatores antinutricionais que todas as leguminosas possuem (substâncias que interferem na absorção dos nutrientes pelo organismo). Outra dica: jogue a primeira água sobre a soja fervente, pois é o choque térmico que impede a reação química do grão, responsável pelo seu gosto forte.



[editar] Predefinição:Ver também

Predefinição:Commons

[editar] Notas e referências

<references />

[editar] Predefinição:Links externos

Ferramentas pessoais