Imperador Heisei

De Nikkeypedia

Imperador Akihito
Imperador Akihito

Akihito (em japonês: 明仁) (nascido em 23 de Dezembro de 1933) é o atual Imperador do Japão, a 125° pessoa que detém tal título, de acordo com a tradicional ordem de sucessão. Ele ascendeu ao trono em 1989, ocupando a 26° posição na lista de monarcas e líderes que reinam ou que governam há bastante tempo.

No Japão, o Imperador nunca é referido pelo seu nome, mas simplesmente pelo título Sua Majestade o Imperador (天皇陛下, tennō heika), que pode ser abreviado como Sua Majestade (陛下, heika). Na escrita, o Imperador também é referido formalmente como "O Reinante Imperador" (今上天皇, kinjō tennō). A Era do reinado de Akihito possui o nome de Heisei (平成). Ele será nomeado após sua morte "Imperador Heisei", uma espécie de nome póstumo. Conseqüentemente, uma nova Era surgirá no Japão com a ascenção de seu sucessor.

Apesar de não possuir poderes diretos sobre a política japonesa, Akihito diferenciou-se de seu pai por demonstrar uma atitude pacífica e conciliadora para com os antigos rivais do Japão, tais como a Rússia e a China.

Conteúdo

[editar] Infância e juventude

Nascido em Tóquio, Akihito é o filho mais velho do Imperador Shōwa (Hirohito) e da Imperatriz Kōjun (Nagako). Ele foi um primo de segundo grau da Princesa Bangja, a última princesa herdeira da Coréia. Titulado Príncipe Tsugu (継宮, Tsugu-no-miya) quando criança, foi educado por tutores particulares e então estudou nos departamentos elementar e secundário da Gakushuin, entre 1940 e 1952. Akihito ficou separado de seus pais a partir dos três anos.

Em março de 1945, durante os bombardeios a Tóquio, Akihito e seu jovem irmão, o Príncipe Masahito, foram evacuados da cidade. Durante a ocupação americana do japão, logo após a Segunda Guerra Mundial, a tutora do príncipe foi Elizabeth Gray Vining, que o ensinou inglês. Ele brevemente estudou no departamento de Ciências Políticas da Universidade de Gakushuin, mas nunca recebeu um grau acadêmico. Contudo, mais tarde o príncipe se tornou um especialista amador em ictiologia, tendo publicado muitos trabalhos e livros sobre o peixe caboz. Em 2005, um nova espécie desse mesmo peixe foi nomeada Exyrias akihito em sua honra.

Embora Akihito tenha sido o herdeiro aparente ao Trono do Crisântemo desde seu nascimento, ele somente foi investido príncipe herdeiro (立太子礼, Rittaishi-no-rei) no dia 10 de Novembro de 1952, no Palácio Imperial (Kokyo).

Em junho de 1953, aos dezenove anos, o príncipe herdeiro Akihito representou o Japão na coroação da Rainha Elizabeth II do Reino Unido.

[editar] Casamento

Em 10 de Abril de 1959, o príncipe herdeiro se casou com a Srta. Michiko Shōda (nascida em 20 de Outubro de 1934), a filha mais velha do Sr. Hidesaburo Shōda, futuro presidente honorário da Companhia de Moagem de Farinha de Nisshin. A nova princesa herdeira foi a primeira plebéia que se casou dentro da família imperial japonesa. Akihito e Michiko tiveram três filhos juntos, os quais eles mesmos criaram, contrariando outra tradição.

[editar] Filhos

Nome Nascimento Casamento e filhos Observações
Sua Alteza Imperial O Príncipe Herdeiro Naruhito 23 de Fevereiro de 1960 É casado com Masako Owada desde 9 de Junho de 1993. Eles têm uma filha juntos: Aiko, Princesa Toshi. É o 1º na linha de sucessão
Sua Alteza Imperial O Príncipe Fumihito do Japão, mais conhecido como Príncipe Akishino. 30 de Novembro de 1965 É casado com Kiko Kawashima desde 29 de Junho de 1990. Eles tem três filhos juntos: a Princesa Mako, a Princesa Kako e o Príncipe Hisahito. É o 2º na linha de sucessão e pai do 3° na linha de sucessão
Sayako Kuroda 18 de Abril de 1969 É casada com Yoshiki Kuroda desde 15 de Novembro de 2005. Eles não têm filhos, ainda. Como manda a lei, renunciou, para se casar, seu título: Sua Alteza Imperial a Princesa Nori (Sayako) do Japão.

[editar] Coroação

Quando eram ainda Príncipe Herdeiro e Princesa Herdeira do Japão, Akihito e Michiko realizaram visitas oficiais em pelo menos trinta e sete países. Em 7 de Janeiro de 1989, o Príncipe Herdeiro assumiu o trono com a morte de seu pai, tornando-se o 125° monarca do Japão. O Imperador Akihito foi formalmente entronizado como Imperador do Japão no dia 12 de Novembro de 1990.

[editar] Vida como Imperador

O Imperador Akihito e a Imperatriz Michiko.
O Imperador Akihito e a Imperatriz Michiko.

Desde que sucedeu ao trono, o Imperador Akihito, ao lado de sua esposa, aproximou a família imperial com o povo japonês, visitando as quarenta e sete províncias do Japão. Além disso, o Imperador e a Imperatriz já viajaram por mais outros oitenta países. Em 1998, durante uma visita oficial ao Reino Unido, ele foi investido com a Ordem da Jarreteira.

No dia 23 de Dezembro de 2001, durante seu encontro de aniversário anual com jornalistas, Akihito, em resposta à uma pergunta do repórter, disse que sentia "uma certa afinidade com a Coréia" e explicou que o fato se devia à mãe do Imperador Kammu (736–806), que era uma descendente do Rei Muryeong de Baekje. O Imperador também notou que os coreanos que migravam para o Japão nos tempos antigos apresentaram aspectos importantes de cultura e de tecnologia ao país e apelou para que seus conterrêanos nunca esquecessem o lamentável fato de que nem todos os câmbios do Japão com a Coréia foram amigáveis.

Em dezembro de 2002, foi revelado que o Imperador Akihito tinha sido diagnosticado com câncer de próstata. Ele foi submetido a uma cirurgia o mais rápido possível.

Apesar de ser obrigado a manter sua posição constitucional, Akihito já divulgou seus sentimentos de remorso e de contrição a outros países da Ásia, porque eles sofreram durante a ocupação japonesa. Em abril de 1989, três meses depois da morte de seu pai, Hirohito, expressou remorso à China.

Em junho de 2005, o Imperador visitou um território dos Estados Unidos no Oceano Pacífico, Saipan, o local de uma das batalhas da Segunda Guerra mais importantes de 15 de Junho a 9 de Julho de 1944 (veja Batalha de Saipan). Acompanhado pela Imperatriz Michiko, ele rezou e ofereçou flores a diversos memoriais, honrando não apenas os japoneses que morrerram, mas também soldados americanos, coreanos que foram forçados a lutar pelo Japão e nativos locais da ilha. Foi a primeira viagem de um monarca japonês a um campo de batalha da Segunda Guerra a bordo. A jornada em Saipan foi bastante elogiada pelos japoneses, assim como as visitas do Imperador aos memoriais de guerra em Tóquio, Hiroshima, Nagasaki e Okinawa, no ano de 1995.

No dia 6 de Setembro de 2006, o Imperador celebrou o nascimento de seu primeiro neto, o Príncipe Hisahito, filho do Príncipe Akishino. Hisahito é o primeiro herdeiro homem que nasceu na família imperial japonesa em quarenta e um anos; seu nascimento pode acabar com a possível crise de sucessão, porque o filho mais velho do Imperador, o Príncipe Herdeiro Naruhito, tem apenas uma filha, a Princesa Aiko. Sob a atual lei de sucessão japonesa, Aiko é incapaz de herdar o trono, por ser mulher.

[editar] Ancestrais

Predefinição:Commonscat

Os ancestrais de Akihito em três gerações
Akihito Pai:
Hirohito
Avô paterno:
Imperador Taishō
Bisavô paterno:
Imperador Meiji
Bisavó paterna:
Imperatriz Shōken
Avó paterna:
Imperatriz Teimei
Bisavô paterno:
Príncipe Michitaka Kujō
Bisavó paterna:
Mãe:
Imperatriz Kōjun
Avô materno:
Príncipe Kuni Kuniyoshi
Bisavô materno:
Príncipe Kuni Asahiko
Bisavó materna:
Isume Makiko
Avó materna:
Princesa Shimazu Chikako
Bisavô materno:
Príncipe Shimazu Tadayoshi
Bisavó materna:

Predefinição:Começa caixa Predefinição:Caixa de sucessão Predefinição:Termina caixa




[editar] Predefinição:Veja mais

Ferramentas pessoais